Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

A ANEMIA É UMA DOENÇA FREQUENTE EM IDOSOS?

 

A anemia é frequente em idosos e não deve jamais ser encarada como uma resposta fisiológica ao envelhecimento, mas como um sinal de alguma doença subjacente. Segundo a Organização Mundial de Saúde, idoso é o indivíduo com mais de 65 anos de idade, e estudos têm mostrado que cerca de 10% deles apresentam anemia. A anemia é condição que reflete deficiência de saúde e aumenta a vulnerabilidade dos idosos bem como o risco de hospitalização. As principais causas de anemia do idoso são: deficiência de ferro, que pode ser devida à perda sanguínea; deficiência de folato e de vitamina B12, devidas tanto à má-absorção como a dieta deficiente; anemia de doença crônica causada por moléstias, tais como câncer, infecções ou inflamações; e, por fim, a anemia de causas mais raras. A investigação começa com a história alimentar, hábitos e doenças pregressas, e os exames orientados por médico experiente são necessários para o diagnóstico correto. Uma vez identificado o tipo de anemia deve-se tratar o fator que a desencadeou. Assim, por exemplo, a anemia ferropriva pode ser devida a neoplasia gastrointestinal e, nessa situação, além da reposição de ferro é necessário o tratamento específico. Em resumo, é importante que a anemia do indivíduo idoso seja adequadamente avaliada e tratada com vistas a oferecer-lhe melhor qualidade de vida.
Fonte: http://www.fleury.com.br