Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

ALERGIAS DE CONTATO

Jóias e bijuterias.

Muitas vezes a alergia começa com a perfuração da orelha e do uso de um brinco de metal. E principalmente por causa de bijuterias e jóias baratas que contêm níquel em grandes quantidades, e devem ser evitadas.  Tipo aquele brinco que seu namorado comprou pra você na tenda hippie, lembra?

Mas mesmo uma jóia de ouro não é garantida, porque ela é sempre feita de uma liga de ouro com outros metais, que pode incluir o níquel. A quantidade de ouro na liga é dada pelo número de quilates. Quanto maior esse número, mais ouro tem a liga e menos chance a jóia tem de causar alergia. Portanto, pode falar para o seu namorado: da próxima vez, brinco de ouro. E de muitos quilates!

Botões

Eles podem desencadear a alergia. Botões de metal em jeans, mas também zíperes, fivelas de cinto, colchetes. Muita gente usa esmalte incolor para revestir o objeto e assim não ter contato direto com ele. Mas fique alerta porque a dermatite volta quando o esmalte descasca.

Armações de óculos

Se a armação de metal causar reação alérgica, o níquel é geralmente o culpado, porque a maioria das armações de metal são feitas de uma liga de níquel. Prefira as armações de titânio ou de plástico, pois não têm níquel.

Instrumentos musicais

Todas aquelas partes brilhantes de cor prateada, que tanto chamam a atenção nos instrumentos de sopro como a clarineta e a trompa, contêm níquel. Cordas de guitarra elétrica também. Esse contato direto e constante do níquel com dedos ou boca, pode causar a dermatite de contato em músicos.

Tratamento

O que fazer? A principal atitude é evitar contato direto com o objeto causador da alergia. Nem sempre isso é tão simples. E se sua pele está coçando ou está dolorida, ela pode ser tratada. Cremes à base de cortisonapodem ser usados (com muita cautela e por um curto período de tempo) para reduzir a inflamação. E antialérgicos por via oral podem aliviar uma coceira intensa.

As dicas e informações eram essas. Mas pra você não guardar rancores do níquel, vou acabar com uma tirinha provando que ele é legal.

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/estetica-saude/page/2/