Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

Alimentação correta e exercícios são fundamentais para prevenir a diabetes

Existem dois tipos de diabetes e um deles surge por uma alteração do sistema imunológico, quando os anticorpos do organismo destroem o pâncreas. Porém, 97% dos casos são do tipo 2, resultado de uma combinação de hereditariedade e obesidade. A carga genética nasce com a pessoa, mas é detonada quando há excesso de peso.

“A gordura do corpo vai fornecer para o sangue aquilo que nós chamamos de ácidos graxos ou gorduras, em especial as gorduras saturadas, que são as piores. Junto com isso surge uma inflamação, alguma coisa que não é sentida como dor, mas que vai alterar a chavinha que atua na célula, fazendo com que ela use a glicose como fonte de energia”, explica o endocrinologista da Unicamp, Bruno Geloneze.

A diabetes ocorre quando o pâncreas não produz o hormônio da insulina em quantidade suficiente ou quando este hormônio não funciona bem. Quando isso acontece, a insulina capta menos glicose pelas células e há um aumento de glicemia no sangue.

Se na família há alguém com diabetes, é fundamental adotar uma alimentação balanceada. Consumir apenas laticínios desnatados, proteína de boa qualidade e alguns alimentos específicos ajudam na prevenção. “Existem alguns estudos que mostram que o consumo de cereais integrais, como arroz, massa integral, a aveia, de duas a três porções diárias reduzem em 30% a chance de desenvolver diabetes”, afirma a nutricionista Ana Carolina Junqueira Vasques.

Por outro lado, há alimentos que aumentam o risco da doença. “Como sucos adoçados, refrigerantes adoçados. Os indivíduos que consomem uma, duas ou mais porções por dia aumentam em 83% as chances de desenvolver diabetes do tipo 2 no futuro”, alerta a nutricionista.

A melhor forma de prevenir a diabetes é permanecer magro e fisicamente ativo. Os exercícios, além de ajudar a controlar o peso, melhoram a captação de glicose pelas células do organismo independentemente da ação do hormônio da insulina. Portanto, a atividade física atua não só na prevenção, mas no controle da diabetes, evitando as complicações que surgem com a doença.

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-hoje