Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

CANDIDÍASE – TIPOS – CAUSAS E TRATAMENTO

Os sintomas mais comuns da candidíase são a intensa coceira e a vermelhidão na região genital. Porém, a candidíase também pode se desenvolver em outros locais do corpo, como na boca, pele, intestinos e, mais raramente no sangue e, por isso, os sintomas variam de acordo com a região afetada.

O tratamento para curar esta doença pode demorar até 3 semanas e, normalmente é feito com antimicóticos ou antifúngicos como Miconazol ou Fluconazol, por exemplo, que podem usados em forma de comprimidos, loção ou pomada.

1. Candidíase genital feminina ou masculina

A candidíase na maioria dos casos não é transmitida pelo contato íntimo, surgindo frequentemente quando o sistema imune está fraco, durante a gravidez devido à mudança do pH vaginal ou ao tomar antibiótico ou corticoide, podendo surgir tanto no homem, como na mulher.

No homem, a candidíase nem sempre apresenta sintomas e, por isso, quando a mulher está com candidíase, é muito possível que o homem também esteja. Assim, é recomendado que ambos façam o tratamento.

2. Candidíase na pele

A infecção na pele causada pelo fundo candida, geralmente afeta as regiões do corpo com pregas como virilhas, atrás do joelho, pescoço, mama ou umbigo e provoca pele avermelhada, coceira e ardor.

Além disso, também pode afetar as unhas do pé ou da mão, chamado de micose, causando dor, deformação e aumento da espessura da unha, e pus, além da unha poder ficar branca ou amarela.

3. Candidíase na boca e garganta

A candidíase na boca pode manifestar-se através de aftas ou boqueira que podem afetar a língua, parte interna das bochechas e, por vezes, o céu da boca, causando sintomas como dor, dificuldade em comer, placas brancas e fissuras no conto da boca. 

Em alguns casos, este tipo de candidíase, também pode surgir na garganta, apresentando placas esbranquiçadas e aftas que, normalmente, não provocam dor mas que podem causar um ligeiro desconforto ao engolir.

4. Candidíase intestinal

Este tipo de candidíase é mais comum em pessoas com o sistema imune muito enfraquecido, como nos casos de câncer ou AIDS, e se caracteriza pelo surgimento de sintomas como cansaço excessivo, diarreia, presença de pequenas placas brancas nas fezes e excesso de gases.

Uma vez que existem muitos outros problemas intestinais que podem causar este tipo de sinais, é aconselhado ir no clínico geral para fazer um exame de fezes e, até, uma colonoscopia para identificar a causa correta e iniciar o tratamento.

Como curar a candidíase

O tratamento varia com a região afetada, porém é sempre necessário o uso de remédios antifúngicos, como Fluconazol ou Nistatina, indicados pelo médico, que podem ser em comprimidos, pomada ou solução oral.

Quando este fungo afeta o sangue, bexiga ou rins, por exemplo o tratamento precisa ser feito no hospital porque é necessário tomar remédios pela veia por cerca de 14 dias, sendo necessário ficar internado.

Além disso, durante o tratamento deve-se evitar o consumo de alimentos doces e ricos em carboidratos, porque aumentam as chances de proliferação da candida, devendo-se preferir alimentos que tornam o sangue mais alcalino, como tomar 1 litro de água com 1 limão espremido, sem adoçar, como substituto da água ao longo do dia. Veja o que mais deve comer neste vídeo:

O que pode causar

Um dos fatores que aumenta as chances dessa doença é a umidade e os ambientes quentes, por exemplo. Além disso, outros fatores que podem contribuir para o seu desenvolvimento incluem:

  • Uso prolongado de remédios como antibiótico, corticoide ou quimioterapia;
  • Diarreia crônica, prisão de ventre ou estresse;
  • Uso de calcinha de tecido sintético ou absorvente por mais de 3 horas;
  • Usar a toalha de banho de outras pessoas;
  • Ter contato íntimo desprotegido.

A doença é mais frequente quando o sistema imune está fraco, como em casos de aids, câncer ou diabetes descompensada ou quando ocorrem alterações hormonais, como gravidez ou durante a menstruação.

Fonte: https://www.tuasaude.com/sintomas-de-candidiase/