Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

O IMPACTO DA ATIVIDADE FÍSICA NA SUA PRESSÃO ARTERIAL

Além de aumentar nossa resistência física e emocional para lidar com as pressões do dia-a-dia, a atividade física igualmente contribui com a redução da pressão arterial: recentes estudos demonstraram que, após uma semana de prática de exercícios aeróbios, como caminhada e natação, ocorre uma diminuição das substâncias que atuam no sistema nervoso e podem elevar a pressão. Não é à toa que os médicos preconizam que a atividade física é a grande aliada da saúde. Esclareça abaixo as dúvidas mais comuns a respeito do assunto e mexa-se!

Quais são os benefícios do exercício para quem tem pressão alta?
A atividade física contribui com a redução da pressão arterial e, assim, ajuda a controlar outros fatores de risco que normalmente estão associados à hipertensão, a exemplo da obesidade, dos níveis elevados de colesterol, do diabetes e do estresse. Para quem faz tratamento com anti-hipertensivos, a prática constante de exercícios pode resultar na diminuição da dose do remédio e, com um acompanhamento médico adequado, até na interrupção do uso do medicamento. A atividade física ainda tem ação preventiva nesse capítulo. Dados mostram que indivíduos ativos e com bom condicionamento físico apresentam menos risco de desenvolvimento da hipertensão arterial. Convém lembrar que as alterações fisiológicas promovidas pela atividade física ocorrem tanto durante quanto após o período de sua realização.

Que exercício é mais indicado para quem sofre de hipertensão?
Recentes estudos demonstraram os efeitos do exercício aeróbio (por exemplo, a caminhada e a natação) na queda da pressão arterial sistólica (máxima) e diastólica (mínima). Após uma semana de prática dessas atividades, há uma redução das substâncias denominadas catecolaminas, que atuam no sistema nervoso e são responsáveis pela elevação da pressão. Os níveis basais de uma dessas substâncias, a adrenalina, chega a cair 40% com o treinamento, enquanto a de noradrenalina pode diminuir 25%. Esse mecanismo, portanto, parece ser uma das explicações para o impacto positivo do exercício físico na qualidade de vida de quem sofre de hipertensão arterial.

A interrupção dos exercícios físicos faz com que a pressão arterial volte a subir nos hipertensos?
Sim. Quando o programa de exercícios é interrompido, seu efeito anti-hipertensivo rapidamente desaparece, o que reforça a ideia de que manter o treinamento regular é o melhor caminho para desfrutar dos benefícios dessa prática.

Fonte: http://www.fleury.com.br