Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

PREVENÇÃO: OS HOMENS TAMBÉM DEVEM SE PREOCUPAR COM A SAÚDE

O Check-up masculino é imprescindível para a prevenção de doenças. Saiba mais

É notório que as mulheres são a maioria quando o assunto é preocupação em cuidados com a saúde. Faz parte da rotina ir ao médico anualmente e manter os exames em dia.
Entretanto, essa cultura de ir ao médico entre os homens é mais restrita. Há um receio por parte dessa população, contudo, a melhor maneira de evitar um problema no futuro é através da prevenção. Manter os exames em dia e frequentar anualmente um especialista também deve fazer parte da rotina dos homens.
Atualmente, esse cenário reflete no alto número de incidência do câncer de próstata.
O que é?
O câncer de próstata se inicia quando algumas células da próstata começam crescer fora de controle, adquirem funções diferentes das outras células da glândula, invadem órgãos vizinhos e adquirem a capacidade de se espalhar para outros órgãos distantes, alterando o funcionamento normal destes órgãos. Cerca de 1 a cada 7 homens terão câncer de próstata ao longo da vida.
É o segundo tipo de câncer mais comum nos homens, atrás apenas do câncer de pele.
Estimativa de novos casos (INCA): > 60.000 em 2017.
A incidência aumenta significativamente a partir dos 50 anos de idade. Cerca de 30 % dos homes com 50 anos de idade e de 50 % com 80 anos desenvolvem câncer de próstata.
Os principais fatores de risco são:
 
  • histórico familiar (parentes de primeiro grau, pai ou irmãos, com câncer de próstata aumentam de 2 a 10 X a chance de ter o câncer).
  •  idade acima de 50 anos (¾ dos casos ocorrem em homens com mais de 65 anos).
  •  raça (maior incidência na raça negra).
  • obesidade
  • dieta rica em gordura e carne vermelha.
Diagnóstico
 
O câncer de próstata na sua fase inicial é assintomático e a única forma de diagnosticar precocemente é através dos exames de rotina. Quando diagnosticado precocemente o câncer de próstata tem cerca de 90 % de chance de cura.
Sintomas
Quando os sintomas começam a aparecer, 95% dos casos já estão em fase adiantada, quando já não é mais possível a cura.
Os sintomas mais comuns nesta fase são: dificuldade para urinar, sensação de esvaziamento vesical incompleto, dor para urinar, sangue na urina, sangue no esperma e dores ósseas.
Prevenção
 
Para a prevenção do câncer de próstata devemos incentivar hábitos de vida saudável, como diminuição do stress, atividade física, diminuição da ingestão de gordura animal e combate a obesidade. Devemos incentivar também a realização dos exames anuais, uma vez que se trata de uma doença com altos índices de cura quando diagnosticada precocemente.
Os exames periódicos devem ser realizados em todos os homens a partir dos 45 anos de idade ou dos 40 anos, para homens com fatores de risco (histórico familiar, raça nega, obesidade, alteração do PSA).
Essa avaliação constitui inicialmente de historia clinica, toque retal e dosagem do PSA no exame de sangue (antígeno prostático sanguíneo).
Quando alterados, prossegue-se com a investigação e o diagnóstico de certeza é dado após a realização de uma biópsia de próstata.
O toque retal é um exame simples e de rápida realização, que permite ao médico evidenciar se há alterações, como nódulos, assimetrias e superfície irregular, contribuindo para um diagnóstico precoce. Cerca de 20% dos Tumores de próstata são detectados por alterações encontradas no toque retal independentemente do valor do PSA.
O PSA é uma proteína produzida pela próstata, ele é dosado no exame de sangue e o seu aumento sugere alguma doença na próstata.
Após a introdução do PSA, cerca de 91% dos casos de câncer de próstata passaram a ser diagnosticados em estágio inicial.
A larga aplicação deste exame diagnóstico teve importante impacto na detecção precoce do câncer de próstata, constatando-se que no período de 1993 a 1997, houve diminuição no número de mortes por câncer de próstata.
Antes da descoberta e da aplicação clínica do PSA, 30% dos casos de câncer de próstata, quando diagnosticados, já apresentavam doença metastática.
O PSA e o exame de toque se complementam e aumentam a chance do diagnóstico precoce do câncer de próstata.
Os principais motivos pelos quais os homens tem dificuldade em procurar um urologista são o medo e o preconceito. Também é uma questão cultural. Cerca de 8 mulheres para cada um homem procuram assistência medica sem ter sintomas. Mais da metade dos homens que procuram um urologista são incentivados por suas esposas.
Atenção!
 
A consulta do check-up urológico é muito proveitosa, pois além do câncer de próstata, podemos identificar outras doenças urológicas relevantes e que tem impacto na qualidade de vida, como tumores de testículo, bexiga e rins, disfunções sexuais e outras alterações da próstata, como a hiperplasia prostática benigna e disfunções miccionais, por exemplo.

O Einstein oferece o programa de Check-up que proporciona aos pacientes um completo ​monitoramento sobre os fatores de risco e de estilo de vida, diagnóstico precoce e prevenção de doenças.

Cuide-se!