Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

Sedentarismo é o principal responsável pelas dores nas costas

 

Aproximadamente 27 milhões de adultos brasileiros sofrem com dores nas costas, segundo a mais recente Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada no ano passado pelo Ministério da Saúde. Depois das dores na cabeça, os problemas nas costas são os que mais levam pessoas aos serviços de Pronto Atendimento, informa o dr. Douglas Kenji Narazaki, ortopedista e traumatologista no Sírio-Libanês.
A grande incidência de dores nas costas se deve ao aumento do número de pessoas que trabalham sentadas e não realizam atividade física regularmente. “O movimento corporal ajuda no fortalecimento da musculatura das costas. Se não nos exercitamos, a nossa coluna fica desprotegida e elevam as chances de dores”, explica.
Além do sedentarismo, outros fatores que elevam os riscos de dores nas costas são o tabagismo e a obesidade. O fumo contribui para o desgaste precoce dos discos intervertebrais e o excesso de peso provoca sobrecarga nas estruturas muscular e óssea da coluna.
Ansiedade e depressão também se associam com frequência ao desconforto na coluna. “Ainda não sabemos exatamente como esses problemas se associam, mas observamos com certa frequência que as dores nas costas surgem em períodos de depressão ou ansiedade, por exemplo”, comenta o ortopedista.
Independentemente de qual seja a origem do problema, a região das costas que mais costuma doer é a lombar (lombalgia) – parte inferior da coluna, seguida da região cervical (cervicalgia) – região atrás do pescoço.
As dores nas costas podem atingir pessoas de todas as idades, mas segundo observa o dr. Narazaki, existem dois grupos etários que se queixam mais do problema: dos 20 aos 25 anos e dos 40 aos 60. O primeiro grupo marca o ingresso no mercado de trabalho e o segundo a aproximação da terceira idade. Em ambos os casos, são períodos em que as pessoas tendem a diminuir a movimentação corporal.
O médico informa que há poucos anos foi demonstrado que o músculo transverso do abdômen tem um papel fundamental na sustentação da coluna. Com isso, exercícios físicos orientados que trabalhem essa musculatura, como natação, RPG, pilates, treino funcional e tai chi chuan, estão entre os mais indicados para a prevenção de dores nas costas.
Para esportes que exigem muita rotação do quadril, como futebol, tênis, surf e golfe, a coluna precisa ser estabilizada por meio de exercícios direcionados, também sob a orientação de especialistas, para não ficar exposta às lesões.
Fonte: Dr. Douglas Kenji Narazaki, ortopedista e traumatologista no Sírio-Libanês.
https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/…/sedentarismo-prin…