Central de agendamento: (19) 3886.2444 | 3876.3435 | 3836.3839 | 3836.3894 | Facebook

VÍRUS VSR E BRONQUIOLITE: UM PROBLEMA DOS DIAS FRIOS

O outono chegou e, com ele, as temperaturas mais baixas – época ideal para circulação de vírus causadores de doenças respiratórias.

Entre os vírus que circulam nesta época do ano está o VSR, vírus sincicial respiratório, causador da bronquiolite, uma das principais doenças que atacam crianças durante esta época do ano.

O que é a bronquiolite?

A bronquiolite é uma inflamação aguda dos bronquíolos terminais, ou seja, das ramificações mais finas que conduzem o ar para dentro dos pulmões. É causada, na grande maioria das vezes, por vírus, e o mais frequente é o VSR (vírus sincicial respiratório), principalmente nos meses frios.

Quais são os principais sintomas da doença?

A bronquiolite, geralmente, começa como um resfriado, com obstrução nasal, coriza e tosse. Entre o terceiro e o quinto dia, se o sistema imunológico não for eficiente o suficiente para eliminar o vírus da via aérea superior, ele atinge o pulmão, causando uma inflamação dos bronquíolos. Essa inflamação aumenta a produção de secreção, dificultando a respiração, gerando o chiado e o cansaço.

As crianças que ainda estão na amamentação, podem, em quadros mais graves, mostrar uma falta de apetite, ficando desidratadas, gementes e sonolentas. Assim, é esperado haver uma piora do quadro entre o 3º e 5º dia de um resfriado.

Crianças até dois anos correm um risco maior?

As crianças abaixo de dois anos tem maior risco de adquirir o vírus respiratório, especialmente, pela falta de imunidade contra o mesmo. É nesta fase que ocorrem as exposições aos agentes infecciosos para formar a defesa do organismo contra infecções futuras. Além disso, nessa idade, o calibre das vias aéreas é menor. Assim, a inflamação do bronquíolo provoca um estreitamento grande para a passagem do ar, o que aumenta a resistência e exige maior esforço respiratório para o ar entrar e sair dos pulmões. Os músculos respiratórios da criança tem uma característica de cansar muito, porque gastam muita energia, e isto também contribui para a piora do cansaço.  Todas estas características são mais exacerbadas nas crianças menores de três meses de idade e isso favorece a evolução mais grave.

Qual a melhor forma de evitar a contaminação?

A transmissão dos vírus ocorre pelo ar ou por contato, através das mãos ou objetos contaminados por secreção que contenha o vírus. Em especial, no caso do vírus sincicial respiratório, lavar as mãos é fundamental ou a aplicação de álcool gel, evitar ambientes fechados e aglomerados, não levar a criança com febre e resfriada para a creche ou escola e cuidado com festinhas de crianças onde pode haver crianças resfriadas! Caso a criança apresente tosse, coriza ou resfriado evitar o contato, principalmente, com as crianças menores de três meses. Idealmente, até esta idade, evitar viagens, não levar a criança para shoppings ou eventos sociais.

Qual o tratamento indicado?Como todo quadro viral, não existe um remédio específico para tratar a bronquiolite.  A melhora depende da resposta imunológica da criança para eliminar o vírus. Contudo, algumas medidas ajudam para o alívio dos sintomas: inalação com soro fisiológico para fluidificar as secreções e ajudar a desobstruir os bronquíolos:

  • Lavagem nasal também com soro fisiológico;
  • Hidratar bastante a criança, oferecendo água regularmente;
  • Insistir na alimentação.

Nos casos moderados, onde o cansaço está presente, muitas vezes existe a necessidade de internação para oferecer oxigênio e, nos casos extremos, internação em UTI para utilização de aparelhos mecânicos para ajudar na respiração.

Fonte: https://www.einstein.br

Fonte