A mamografia é a melhor técnica para diagnosticar câncer de mama em mulheres acima de 35 anos. Trata-se de uma radiografia cuja imagem obtida ajuda a detectar alterações na mama.
Esse exame é extremamente útil, pois permite visualizar pequenos nódulos, muitas vezes não palpáveis, usando uma carga de radiação muito baixa.

A necessidade de uma mamografia, é identificada pelo médico baseado na idade e história médica da paciente.

A mamografia só é recomendada para mulheres jovens, ou seja, abaixo de 35 anos, quando apresentam algum sintoma ou histórico familiar de câncer de mama. Ao marcar o Exame, dê preferência, para a semana após a sua menstruação, quando as mamas estão menos sensíveis. Se tiver feito mamografia anteriormente, não se esqueça de levá-la, no dia do exame, para comparação. Não use creme, talco ou desodorante antes do exame.

Para sua segurança e para obter melhores resultados com o exame, informe à técnica ou ao médico se:

  • Há suspeita de gravidez;
  • Tem implantes nos seios;
  • Tem cicatrizes nas mamas;
  • Já fez biópsia ou alguma cirurgia na mama;
  • Está amamentando.

O exame

Sua mama será posicionada sobre um suporte, para que as imagens possam ser obtidas. O exame pode ser um pouco desconfortável, pois há necessidade de se comprimir a mama para uma boa resolução.
Riscos de radiação

A dose de radiação é muito pequena e não causa prejuízo à saúde. Ocorreram muitos avanços na mamografia. Com a utilização dos modernos aparelhos de alta resolução

Quando fazer o exame

Entre 35 e 40 anos: uma mamografia de base.
Acima de 40 anos: uma mamografia anual, de acordo com recomendação do Colégio Brasileiro de Radiologia e o quadro clínico da paciente. Se apalpar um nódulo em sua mama, de qualquer tamanho, que tenha secreção no mamilo ou dor persistente nas mamas deve procurar um médico imediatamente. O câncer de mama é curável, desde que seja detectado no início!